Como Agir Quando Ocorre o Fim do Relacionamento

Jul 13, 2011   //   by Laura   //   Blog, Relacionamentos  //  No Comments

É claro que nunca se espera que aqueles dias de paixão e carinho terminem e que, como disse Vinícius de Moraes, que se faça do amigo próximo o distante. No entanto, muitas vezes, o melhor a se fazer é aceitar o fim do relacionamento e partir para novas experiências amorosas. Ainda mais, quando se esgotaram todas as chances de tudo voltar a ficar bem. Dessa forma, o quanto antes se admite o término da relação, mais rápido conseguimos superar o fim do relacionamento.

Se existe algo que dói, e muito, é o fim do relacionamento da gente. Todos os sonhos, todos os planos, tudo que projetamos ao lado da pessoa amada, de uma hora para outra, terminam. Sim, não é nada fácil. Ainda mais quando a relação já havia durado longos anos e que toda nossa rotina estava ligada à da pessoa que dividíamos nosso amor. Não é simples, e nem se deve imaginar que será simples, de uma hora para outra, ficar distante de quem era tão importante para nós.

>> A Dependência Emocional de uma pessoa pode prejudicar nossa vida social, amorosa e até profissional. Ao terminar um relacionamento estes sintamos são comuns e o quanto antes você se livrar dele, mais rápido você voltará a viver. Saiba como se livrar da Dependência Emocional aqui.

Entretanto, várias vezes, por mais que não admitamos, a separação é a melhor coisa que poderia acontecer para nós e para quem tínhamos um relacionamento. Ainda mais, se alguns pré-requisitos fundamentais foram deixados de lado ao longo do tempo, ou, pior, se a situação estava irremediável. Parece até estranho dizer isso, mas nós suportamos algumas coisas de quem se ama, que jamais toleraríamos se viessem de outras pessoas. Então, aí, está um grande um problema.

Antes de amar a outra pessoa, precisamos fazê-lo para nós mesmos. Isso é muito importante. Há coisas que nunca deveremos aceitar que nos façam, porque jamais faríamos com os outros. Assim, quando há falta de respeito, agressões físicas, ou traições deliberadas, o relacionamento já terminou, e nós é que evitamos enxergar. É como se uma porta que nunca deveria ter sido aberta, de repente, fosse escancarada. Após isso, tudo fica muito mais complicado, pois os limites da relação foram modificados, e o tempo para consertar isso é muito maior do que se possa pensar.

Outra coisa muito importante: respeite o seu luto. Não temos como saber quanto tempo ainda sofreremos pelo fim do relacionamento. Cada um tem seu tempo e isso é muito individual. Se precisar chorar, chore. Se quiser desabafar com alguém, escolha uma pessoa confiável e o faça sem precisar ter vergonha disso. Contudo, tente se conformar que a relação terminou e que vocês dois têm o direito de serem felizes.

No tempo em que você ainda estiver muito abalada pelo término da relação, evite estar nos lugares que seu antigo amor frequenta, não converse com ele pelo telefone ou pela internet, e deixe de tentar saber da vida dele nas redes socais. Nada disso irá lhe ajudar. Ao contrário, só trará sofrimento e mais saudade, o que fará que sua dor perdure por mais tempo.  Além disso, nunca se esqueça daquela velha frase de avó: “o tempo é o melhor remédio para tudo”. Assim, um dia você verá que a vida continua e que chorar é uma bobagem, como disse Renato Russo certa vez.

 

Termos de busca para este artigo:

Comments are closed.